Notícias e Informativos

Preocupação com a prevenção ao Coronavirus marca sessão da Câmara

  • Fonte: Assessoria de Imprensa
  • Publicado em: 08/06/2021

A sessão de segunda-feira, dia 7 de junho na Câmara de Três Pontas aconteceu de forma rápida e com quatro Projetos na pauta de votação. Após o intervalo da última segunda-feira, quando não houve reunião devido a uma confirmação de Covid-19 entre os servidores da Casa, os trabalhos seguiram o trâmite normal. Mesmo com um cidadão inscrito para uso da tribuna livre, o senhor Hélio Pelegrini, a sessão contou com pequeno e grande expedientes. Os pronunciamentos foram marcados pela preocupação com o avanço do Coronavírus na cidade e a falta de colaboração da população, o que foi alvo de críticas pela maioria dos parlamentares.

No pequeno expediente o vereador Luciano Diniz abriu os pronunciamentos, manifestando pesar às famílias enlutadas e chamando a atenção mais uma vez para o momento de pico que vivemos na pandemia. Ele pediu tranquilidade aos pacientes e familiares, pois a ansiedade que gera esta noticia da contaminação tem agravado a doença. O vereador elogiou os serviços prestados pelo PAM e hospital, afirmando que são de primeira qualidade. Luciano Diniz sugeriu que a Câmara forme uma comissão especial para acompanhamento dos trabalhos do Comitê trespontano de combate à pandemia para que os vereadores estejam por dentro das medidas tomadas, uma vez que são muito cobrados pela população sobre estas medidas e muitas vezes não sabem o que está acontecendo. O vereador falou da viagem a Brasília e informou que está em fase inicial uma proposta para a vinda de quatro cursos do Instituto Federal do Sul de Minas para Três Pontas e que devem ser ministrados na Escola Agrícola.

A vereadora Selena do Caté também cumprimentou famílias que tiveram entes perdidos vitimas da Covid-19 e pediu novamente para que as pessoas andem de máscara e que ela própria já perdeu familiar. Ela afirmou que muitas pessoas estão brincando com a doença e continuam aglomerando, mesmo sabendo que o hospital e o PAM estão cheios. Selena fez um apelo para que a Prefeitura crie um protocolo para fazer doações de máscaras e álcool em gel para pessoas carentes, que muitas vezes não têm como comprar. A vereadora disse que muitos recursos vieram para o combate ao Coronavírus e que esta também é uma forma de combater a doença e proteger os mais carentes.

O vereador Professor Popó, convidou a todos para a Audiência Pública da LDO, que será online na quinta-feira, dia 10 de junho às 19 horas pelo site oficial da Câmara e falou ainda do trabalho feito pelo Moacyr Supermercado e o Comitê de combate à fome em Três Pontas, que juntos arrecadaram mais de 225 cestas básicas para distribuição aos carentes. Sobre a Covid-19, Popó lamentou que até uma mulher grávida estivesse sem máscara no meio do povo na cidade e que a venda indiscriminada de bebida alcoólica continua pela cidade e que o pessoal não colabora com a prevenção da doença.

O vereador Flavão também manifestou sentimentos às famílias enlutados na cidade e pediu que a secretaria de Obras construísse uma faixa elevada de pedestres na Praça Padre José de Anchieta. O vereador Pediu ainda ofício à Prefeitura para que construa estas faixas em outras ruas dos Bairros Vivendas dos Bosques, Santa Marta e outras, além de pedir a limpeza na área próxima à quadra do Bairro Cidade Jardim.

O vereador Paulo Vitor da Silva cumprimentou também as famílias e criticou o desrespeito das pessoas pela pandemia na cidade. O vereador disse que o Poder Público tem poder de polícia  e pode tomar medidas mais severas. Ele endossou as palavras de Luciano Diniz, reforçando que os vereadores têm sido muito cobrados pela população quanto a estas medidas e sobre os equipamentos do hospital e PAM. Mais uma vez, Paulinho Leiteiro cobrou ações que revitalizem as praças centrais da cidade.

O vereador Roberto Cardoso lamentou a situação complicada da Covid-19 no município e cobrou mais uma vez a vacinação dos servidores da limpeza pública e do SAAE, que até hoje não foi respondido seu ofício sobre a vacinação destes trabalhadores. Robertinho afirmou que Três Pontas está com 1820 casos em isolamento, mas que não estão monitorados e que isso não significa nada, pois as pessoas não respeitam o repouso. Ele pediu  que realmente haja um monitoramento destas pessoas. O vereador também pediu mais rapidez nos testes rápidos do PAM, que ao contrário das farmácias, demoram até dias para sair e isso leva o paciente ao desespero. Ele criticou o fechamento da Avenida Oswaldo Cruz nos finais de semana, afirmando que esta medida não melhora em nada a situação da aglomeração.

O vice-presidente Antônio do Lázaro aproveitou seu tempo para fazer um desabafo sobre o desrespeito das pessoas com Deus durante esta pandemia, afirmando que alguns representantes de algumas igrejas, estão aproveitando da do temor das pessoas para se beneficiarem economicamente e lamentou a situação.

O vereador Coelho do Bar cumprimentou os servidores da saúde e da secretaria de Saúde pelo trabalho desenvolvido durante a pandemia e afirmou que o Executivo está fazendo tudo ao seu alcance para ajudar a população. O vereador disse que é fácil jogar a culpa no gestor, mas é preciso entender que todos estão se esforçando o máximo. Coelho do Bar pediu mais uma vez que a população colabore com as autoridades no sentido de evitar aglomerações e a disseminação da doença.

O vereador Sérgio Silvou endossou as palavras dos colegas com relação à pandemia, ressaltando que a população também precisa colaborar e que fechar academias e salões não resolve o problema e que a situação está muito complicada. Ele criticou que somente o comércio seja alvo de críticas quando o assunto é aglomeração e que não adiantou fechar a avenida. Sérgio disse que não está havendo entrosamento entre os setores que devem trabalhar juntos neste combate ao Covid-19 e que são necessárias medidas mais rígidas para controlar a situação.

 

TRIBUNA LIVRE

 

Após a votação da noite, o presidente Maycon Machado abriu espaço para que o cidadão Hélio Pelegrini usasse a tribuna conforme ofício solicitando o espaço previamente enviado à secretaria da Casa. Helinho como é conhecido, usou seu tempo para sugerir nomes de praças com humoristas de renome nacional e falar sobre a história de Três Pontas e fatos relacionados às suas sugestões nas administrações passadas. O cidadão teve 15 minutos para expor suas ideias aos vereadores.

 

 

 

PROJETOS APROVADOS

 

 

PROJETO DE LEI Nº 082, DE 14 DE MAIO DE 2021

Iniciativa: Executivo Municipal

A presente proposição tem por finalidade abrir crédito adicional especial, no valor de R$ 36.191,11 (trinta e seis mil cento e noventa e um reais e onze centavos) de acordo com o art. 43, §1º, inciso II da Lei Federal 4.320/64, com o fim de comprar material de consumo para o Centro de Especialidades Odontológicas.

 

PROJETO DE LEI Nº 085, DE 19 DE MAIO DE 2021

Iniciativa: Executivo Municipal

A presente proposição tem por finalidade abrir crédito adicional suplementar, no valor de R$ 100.000,00 (cem mil reais), de acordo com o art. 43, § 1º, inciso III, da Lei Federal 4.320/64, tendo por escopo, adquirir kits de merenda para distribuição aos alunos em aulas remotas, face a nova realidade vivenciada em nosso Município em decorrência da pandemia do Covid-19.

 

PROJETO DE LEI Nº 086, DE 19 DE MAIO DE 2021

Iniciativa: Executivo Municipal

Ementa: “Altera a Lei Municipal n° 4.729, de 22 de dezembro de 2020 que “Estima a receita e fixa a despesa do Município de Três Pontas para o exercício financeiro de 2021, e dá outras providências”, mediante abertura de crédito adicional suplementar”.

Súmula: A presente proposição tem por finalidade abrir crédito adicional suplementar, no valor de R$ 471.000,00 (quatrocentos setenta um mil reais), de acordo com o art. 43, § 1º, inciso III, da Lei Federal 4.320/64, tendo por escopo, a manutenção de despesas com folha de pagamento de diversos setores da Secretaria Municipal de Saúde.

 

PROJETO DE LEI Nº 087, DE 19 DE MAIO DE 2021

Iniciativa: Executivo Municipal

A presente proposição tem por finalidade abrir crédito adicional especial no valor de R$51.800,00 (cinquenta e um mil e oitocentos reais), de acordo com o art. 43, § 1º, inciso III, da Lei Federal 4.320/64, tendo por escopo, a manutenção de despesas diversas das Secretarias Municipais de Saúde, Cultura, Lazer e Turismo e Desenvolvimento Econômico.