Notícia

Plenário vota revogação do Refis Tributário

Assessoria de Imprensa 12/01/2017

Plenário vota revogação do Refis Tributário

Sessão plenária tranquila na Câmara na segunda-feira (9). Com todos os vereadores presentes, apenas um projeto fez parte da pauta de votação. A segunda reunião da 18ª Legislatura não fugiu dos debates. O primeiro a usar a tribuna foi o vereador Erik Roberto. Ex-secretário de Educação do Município, ele iniciou argumentando sobre os avanços na área para a comunidade enquanto ocupou o cargo. Erik ressaltou o pagamento do Piso Nacional aos professores, construção de escolas e outras conquistas de sua pasta no período.
Em seguida, foi a vez de Geraldo Prado, o Coelho do Bar, expor suas ideias. O vereador pediu prudência aos colegas no que tange aos pronunciamentos na Casa, enfatizando que todos devem se unir para o bem do povo, dos mais carentes. Coelho ressaltou que enquanto houver “briga” antiga, criticas aos mandatos passados a cidade só estará perdendo.
Sérgio Eugênio Silva endossou palavras do vereador Coelho, contudo chamou a atenção para a falta de respeito, afirmando que muitas vezes faltam com respeito na Casa. Já na votação, o primeiro trabalho da noite era a revogação da Lei 4.030 de dezembro de 2016 que cria o programa do Refis, propondo a divisão de tributos municipais em parcelas até 24 vezes. Nas discussões, o secretário da Mesa, vereador Maycon Machado sugeriu aos colegas que houvesse uma reformulação na proposta e disse que está a disposição para participar da preparação. Ele acrescentou que seria importante que as empresas beneficiadas dessem uma contrapartida, como a criação de novos postos de trabalho, por exemplo. Maycon pediu que um novo projeto fosse enviado pelo Executivo. O vereador Antônio Carlos de Lima defendeu o Executivo e garantiu que até setembro um novo projeto estará na Câmara.
Em votação, o Projeto foi aprovado e confirmada a revogação. A próxima sessão acontece no dia 16 de janeiro, às 18h30.